4 respostas para Breve diálogo entre uma professora e uma prostituta

  1. Renan disse:

    Triste diagnóstico: uma sociedade que valoriza prostitutas e não professores.

  2. francisco disse:

    É o país que torna Bruna Surfistinha destaque internacional, representante da mulher brasileira; é o país que continua vendendo a mulher como atração turística; é o país que mal paga suas professoras, mas dá destaque em todo canto para prostitutas, mesmo que sob nomes mais palatáveis como garotas de programa, artistas, modelos, mulher-alguma-coisa…

  3. Debora disse:

    Caramba, arrepiei aqui.

  4. Nayara Luís disse:

    Isso Acontece Mais No Brasil Até Porque Lá È Normal

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *