Como proceder com Gripe Suína

Com a suspeita da Gripe A (H1N1) em sua escola, como proceder? Esse é um tipo de decisão muito complicada para a Diretoria da Escola, pois, apesar das orientações de que as aulas não devam ser suspensas, ainda não há consenso entre diretores, alunos e grupos de pais. Algumas escolas suspenderam aulas mesmo com apenas um caso da gripe, outras continuam funcionando normalmente.

Na terça-feira, dia 21/07, a OMS declarou que acha aconselhável que governos do mundo todo estudem possíveis planos de suspensão de aulas, principalmente se os casos se agravarem no país. Sendo a decisão final, obviamente, dos governos dos países afetados.

A recomendação geral da Vigilância Sanitária, no Brasil, é a de que aulas não sejam suspensas por suspeitas confirmadas da gripe. As Secretarias de Educação em cidades do RJ e SP, por exemplo, também recomendam a manutenção do período letivo, apesar da gripe. Agora, durante as férias escolares, os casos devem preocupar menos a maioria dos colégios. Contudo, muitos alunos de escolas de alto padrão estão viajando e podem voltar com suspeita de contágio.

De qualquer forma, alguns colégios escolhem pela paralisação das aulas. Algo parecido aconteceu também com a Faculdade de Economia e Administração da USP (FEA), em São Paulo. Com a confirmação de alguns casos da gripe entre alunos, o Diretor da Faculadade suspendeu as aulas da graduação por uma semana, a fim de evitar mais contágios da doença.

O HU (Hospital Universitário) da USP, também no campus de São Paulo, em contato telefônico, informou-me que a pessoa com suspeita da gripe deve procurar um posto de saúde e, se caso a suspeita for confirmada, esse paciente será encaminhado a um hospital infectológico na cidade.

A Coordenação de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde da Cidade de São Paulo (COVISA) distribuiu às Diretorias Regionais de Educação (DRE) um informe de como proceder com a gripe no colégio. O documento não comenta nada sobre a suspensão de aulas e indica afastamento do aluno com a doença para recuperação em casa (ou no hospital).

De forma geral, o informe ressalta que a escola deve estar atenta e reforçar a conscientização da higiene entre alunos, funcionáriso e professores, com atos como lavar sempre as mãos, cobrir a boca ao espirrar ou tossir etc. Além de recomendar observação dos alunos que entraram em contato com o aluno infectado.

Veja mais:

Esta entrada foi publicada em Política Educacional, saúde, Sala de Aula, Todos os artigos e marcada com a tag , , , , , , , , , , , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para Como proceder com Gripe Suína

  1. Pingback: Gripe Suína e a volta às aulas » Futuro Professor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *