Ilha das Flores [Curta, Professor #1]

A partir da sugestão do leitor Lucas, nos tornamos parceiros do Porta Curtas, um excelente portal de curta metragens patrocinado pela Petrobras. Dentro do portal, há também o site Curta na Escola, voltado diretamente a educadores.

Com essa parceria, damos início à série “Curta, Professor”, com curtas que podem ser usados em sala de aula. O primeiro é o clássico documentário Ilha das Flores, de Jorge Furtado:

Ilha das Flores
Documentário, Experimental  | 1989 | 13 min. | 35mm
De Jorge Furtado, com Ciça Reckziegel

Um ácido e divertido retrato da mecânica da sociedade de consumo. Acompanhando a trajetória de um simples tomate, desde a plantação até ser jogado fora, o curta escancara o processo de geração de riqueza e as desigualdades que surgem no meio do caminho.

Aplicabilidades: Biologia, Filosofia, Geografia, História, Língua Portuguesa, Meio ambiente, Saúde, Sociologia.
(Curta na Escola)

Veja algumas informações sobre o curta, para seu plano de aula:

Se você é professor e já usou este documentário, conte-nos sobre as atividades didáticas envolvidas! E de qualquer modo, professor ou não, deixe seus comentários sobre este curta.

Esta entrada foi publicada em Curta Professor, Ensino Fundamental, Ensino Médio, Ensino Superior, Filmes e Documentários, Mídia, Plano de aula, Todos os artigos e marcada com a tag , , , , , . Adicione o link permanente aos seus favoritos.

8 respostas para Ilha das Flores [Curta, Professor #1]

  1. Leitor Lucas disse:

    aooo deus que ajude

  2. Heitor Souza disse:

    sou professor de historia no ensino médio e todo ano exibo este filme no primeiro ano, acho importante para os alunos pensarem alem do que a midia costuma faze-los pensar. ilha das flores é muito didatico.
    tenho uma sugestao de curta: Vidas no Lixo, caso encontrem.

  3. Rafael Rocha disse:

    Professor Heitor,

    Também achamos o curta muito didático. Eu o conheci há pouco tempo, mas o André já o tinha assistido na época de colégio.

    Vamos tentar encontrar o curta que você indicou!

    Muito obrigado!

  4. Pingback: A história das coisas [Curta, Professor #2] » Futuro Professor

  5. Pingback: Vidas no Lixo [Curta, Professor #3] » Futuro Professor

  6. Gilmar Pacheco disse:

    TRISTE VER ELEITO UMA PESSOA QUE GOVERNA PARA UMA MINORIA.
    Veja o filme de Jorge Furtado e conclua: NOS DIAS DE HOJE: Está muito pior. Sim ou Não.
    Caros senhores moro há 30 anos nesta ilha (Ilha das Flores-Porto Alegre –RS-BRASIL), desde que casei. Quando aqui cheguei podia caminhar e pescar em quase toda a orla do Rio Jacui, hoje para mostrar o rio a meus netos, sobra-me apenas os vãos debaixo da ponte. Mas atentem para o mais grave, esta ilha é patrimônio público-Marinha do Brasil (Ùnico filtro natural d’agua do Estuário Guaíba), mas por que aqui pessoas importantes possuem moradas os Srs. de Alto Poder Aquisitivo em tudo mandam e apossam-se de terras públicas, a eles é concedido o direito de colocarem 1000 ou 2000 mil caçambas de terra em seus pátios, as pessoas que aqui nasceram se colocarem uma única caçamba de terra serão multadas pelo SEMA em um valor elevadíssimo, e veja bem esta única caçamba de terra seria para que seus filhos não morram afogados em épocas de cheias como agora está ocorrendo. Porteiras são colocadas em ruas que eram abertas desde que aqui cheguei, ferindo o sagrado DIREITO CONSTITUCIONAL de IR e VIR. Para segurança de condominio privado. Florestas são devastadas. mudas de figueiras e outras arvores nativas são retiradas, se você fala com o SEMA -Orgão Fiacalizador a resposta é de que eles têm um projeto de reflorestamento, mas como se não plantam uma única arvore após a devastação, e sim uma ou duas palmeiras em um vistoso jardim bem gramado.
    COMO SE NÃO BASTASSE, agora a água que o DMAE (Departamento de Água Exclusiva) e não pública do recém reeleito prefeito colocou água potável somente na rua a beira do rio jacui,onde tem varias residencias de Alto Padrão a margem do Rio Jacuí, esta água que o Dr. Fogaça beneficiou apenas uma minoria, porém a rede principal passa em frente as casas de pessoas nativas da ilha e que moram aqui a mais de 60 anos.(Segundo a lei passando rede pública em frente a sua residencia é obrigatória a ligação) A desculpa é de que a concessionária da rodovia CONCEPA não permitia que se ligasse a água o que não se constitui verdade, entrei em contato na ouvidoria desta empresa e o que eles tem a opor é sómente que não se de infra estrutura as residencias que estiverem em area de risco o que não é o caso dos moradores da Rua Paraná-Arquipélago. Na verdade o que os Srs. de Alto Padrão Aquisitivo querem é que não tenham infra estrutura e eles possam comprar estas terras por valores irrisórios, o qual o DMAE esta conivente, não ligando a rede de água potável. Muitos possuem documentos antigos de suas terras, pescadores hoje merecidamente aposentados.
    Pergunto-vos até onde vão se apossando de terras que são do povo, a margem do Rio é de toda uma população. Solicitar o apoio de jornais nem pensar, eles distorcem a noticia, como a poucos dias foi feito uma reportagem (Rede Globo-RBS-Diario Gaúcho) sobre a água potável, só faltou declararem que os nativos desta ilha não passam de lixo e que vão continuar a receber agua em caminhões pipa.
    Com o cerqueamento de vias públicas estão fazendo condominios privados de alto luxo, em terras públicas e fazendo de toda a ilha um vasto condominio, e garanto-lhes muitos estão ganhando vultuosas quantias, pois aqui vale o antigo ditado: -Quem tem muito, mais quer.
    E os orgãos que deveriam proibir este abuso são inteiramente coniventes.
    Ilha das Flores – PATRIMONIO PÚBLICO OU PRIVADO DE POUCOS PRIVILEGIADOS.
    Se alguém quisder contactar fone 51 92274091

  7. Gilmar Pacheco disse:

    VIDA OU MORTE!
    Caros Senhores venho respeitosamente reportar-me novamente e tentar descrever-lhes o que já fiz em 26 /05/2009, como havia explicado querem fazer da Ilha das Flores um vasto condomínio privado, temos aqui uma rua que existe aproximadamente cinqüenta anos, pois bem senhores um determinado cidadão resolveu fecha – lá, colocar portões com grandes postes para delimitar sua área de terra, intitulando-se dono o Sr. Nestor do que é usado pelo povo há cinqüenta anos, (ESTA AREA É DE SERVIDÃO DO POVO A CINQUENTA ANOS), no dia de hoje recebemos a visita do Sr. Prefeito da Capital Porto Alegre, estávamos eu e um representante dos Srs. que possuem moradias a beira do Rio Jacuí, (SR. VALDIR) nada foi resolvido, o Excelentíssimo Prefeito Sr. José Fortunati gentilmente nos atendia quando seu secretário de governança o fez retirar-se abruptamente virando de costas ao Sr. Valdir representando toda a população da Ilha das Flores, pois o mesmo possui um abaixo assinado, que eu redigi e passei para os ilhéus nativos da ilha, onde consta o numero de suas identidades, como cidadãos desta nação, bem como o tempo de moradia de alguns, pois o assunto não estava em sua pauta (PERGUNTO A PRESERVAÇÃO DE SERES HUMANOS, O DEVER DE SALVAR VIDAS PRECISA ESTAR EM PAUTA?) pois se esta estrada for fechada todo o movimento que passa nela em direção ao centro da capital, irá ser desviado para uma pequena rua paralela ao outro lado da ponte, acontece que ali existem moradias de ilhéus a mais de 30 anos com suas cercas a beira da estradinha, (por sinal muito mal conservada pela SMOV –Porto Alegre), tanto que em épocas de cheias torna-se intransitável.
    ATENTEM os Srs. que nossas crianças, cerca de 100 + ou – e até pessoas adultas serão fatalmente atropeladas, por automóveis que passam acima de 100 Km/h, pois o fluxo é intenso em direção a várias marinas existentes a margem do Rio Jacuí.
    Sabemos do apoio do Sr. Ivo Schmidt –Coordenador do CAR-ILHAS, ao Sr. Nestor, ele diz que não, mas são carne e unha, este homem deveria preservar os direitos do povo e não o direito de um único cidadão. Não há como confiar nele, pois este foi o homem que disse dentro de minha residência, e que tenho muitas testemunhas que não tínhamos direito a água encanada, junto com alguns diretores que ele nos apresentou do DMAE.
    Ligação de água que devemos um grande favor ao ex-secretário municipal da SMOV-POA Sr. Mauricio, não tínhamos direito a ligação de água e pronto, este Senhor Conseguiu com que nos ligassem a água encanada em torno de 20 dias, políticos como ele deveriam servir de exemplo a muitos, pois neste caso ele foi extremamente dedicado com nossa causa. Hoje os ilhéus possuem água encanada e pagam uma pequena taxa por ela. (MEUS SINCEROS AGRADECIMENTOS).
    Temos aqui grandes problemas, mas este caso de fechamento da rua que é paralela a ponte sobre o Rio Jacuí no sentido ao centro de POA, agora é o mais grave, se ela fechar muitas mortes ocorrerão.
    QUEM PODERÁ NOS AJUDAR DESTA VEZ? NESTA QUESTÃO ESTAMOS TODOS UNIDOS INDEPENTE DE CLASSE ECONOMICA.
    SE ALGUEM DISPUSER-SE A AJUDAR CONTATE-ME. PELO E-MAIL tubosmangueira@uol.com.br
    Gilmar Pacheco

  8. Pingback: Levante sua voz [Curta, Professor #6] » Futuro Professor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *