Música erudita nas escolas públicas

Até março, 75 mil escolas públicas terão, durante o ano letivo, a oportunidade de dar aos seus alunos o melhor da música erudita brasileira. No ano passado, o ministro da Educação, Fernando Haddad aprovou a continuidade do projeto Música Brasileira no Tempo, uma coleção de seis volumes que traçará boa parte da história da música erudita nacional.O primeiro DVD e CD do projeto, chamado Aurora Luminosa (foto abaixo), já está pronto e será entregue a essas instituições de ensino. As gravações são feitas pela Orquestra Sinfônica Nacional – OSN, que já prepara o segundo volume, Alma Brasileira. O projeto também é realizado em parceria com a UFF.

A coleção também possui um roteiro de estudos e pesquisas que os professores podem fazer em sala com seus alunos, buscando informações sobre compositores e instrumentos. As escolas que não serão atendidas pelo projeto, poderão ter acesso ao seu conteúdo pelo canal da TV Escola.

O objetivo do projeto é levar aos alunos de escola pública um pouco da cultura musical erudita brasileira. O CD e o DVD podem ser vistos no site da maestrina Ligia Amadio, regente da OSN (recorte de jornal acima).

Leia mais:

Esta entrada foi publicada em Links, Todos os artigos. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

22 respostas para Música erudita nas escolas públicas

  1. Ricardo Righetto disse:

    Excelente a idéia, mas fica uma dúvida na minha cabeça: será que os alunos vão gostar de serem submetidos a sessões de Villa-Lobos na escola?
    Sim, seria lindo se todos aprendessem (de verdade) a apreciar a obra erudita brasileira e a música dita “de qualidade” em geral. Mas numa situação em que nossas crianças rebolam ao som de Tati Quebra-Barraco, não me surpreenderei se logo esses CDs e DVDs ficarem empoeirando em algum depósito, em decorrência da improdutividade das aulas e desinteresse por parte dos alunos. Na minha opinião, esse tipo de disseminação cultural deveria começar por artistas mais próximos da realidade das crianças, mas, (tentando ser otimista) se esse projeto realmente vingar, maravilha.

  2. André disse:

    Concordo Ricardo, acho que vai ser bem complicado, tá muito longe da realidade de boa parte das crianças. Mas como a escola exerce uma influência considerável, pode ser que funcione, que ajude.
    Também acho que podiam começar inserindo MPB, músicas menos distantes da garotada… mas a iniciativa é boa, vamos ver se dá frutos.

  3. Carolina Polezi disse:

    Concordo plenamente com o André. Acho q a música erudita está tão longe da realidade dessa classe social que ele acabam enxergando esse estilo com sendo ridículo.
    Com certeza a MPB e a Bossa Nova traria melhores resultados, pois além de um rítmo mais conhecido, tmb podemos usar as maravilhosas letras dos autores tropicalistas e tmb outros como Tom e Vinícius para ajudar no aprendizados de História e Geografia fazendo um paralelo com cada momento em q essas músicas estão inseridas e o que elas refletem.

  4. Rafael disse:

    Pois é, vocês três acima falaram tudo. Teoricamente, tudo é bonitinho e funciona muito bem. Assim como o Projeto Xadrez nas Escolas, vai acabar atingindo, com o tempo, apenas uma parcela pequena de alunos que se interessam realmente pelo assunto.

    É difícil fazer com que crianças que mal estudam as matérias comuns da escola se dediquem a escutar e aprender sobre música erudita. Mas como todos aqui, também sou otimista!

  5. Daniel disse:

    O que voces falaram não deixa de estar certo, pois cada vez mais há uma piora na qualidade das músicas aceitas pelo públicos. Mas como emqualquer assunto é importante conhecer varias vertentes para assim poder ter uma opinião mais concreta. Como uma criança pode odiar música erudita se ela nem ao menos conhece?
    Por isso acho q a diversidade de atividades culturais nas escolas é positivo, mesmo que os alunos não se dediquem integralmente. Afinal o principal objetivo é o enriquecimento cultural delas e a criação de melhores cidadãos.
    Espero que mais iniciativas como essa apareçam!!

  6. Bruno Noia disse:

    Bom, eu acredito na ideia que mesmo que a iniciativa atinja uma pequena parcela das criancas, jah se torna valida pois com certeza melhorara o nivel cultural destas, que podem (sendo otimista tb) fazer com que esse conhecimento irradie por seu circulo de amizades e ate mesmo familiar

    PS: desculpe pela falta de acentos, teclado americano

  7. Fábio Rocha disse:

    Mais do que focar o Ensino de música Erudita para os alunos de escola pública é dar ferramentas para que estes tenham contato com a música e instrumentos, independente do estilo seja ele Popular ou erudito.

  8. TSH disse:

    Achei válida a colocação de vocês e acho importante enfatizar outra coisa: a maneira como a música será trabalhada com os alunos influenciará fortemente na opinião deles. O interesse e a vontade dos professores em realizar esse projeto com essas crianças é fundamental para criar um gosto pela música erudita. O sentimento de quem leciona é refletido nos alunos.
    Pensei nisso ao lembrar de professores que já passaram por minha vida…..alguns ruins, conseguiram estragar matérias que eu adorava, enquanto outros tornaram assuntos chatos, maravilhosos pela maneira como ensinavam…..

  9. André disse:

    É, acho que algumas coisas interessantes surgiram. Realmente, TSH, acho que, sem preparo e entusiasmo por parte dos professores, pode ser um fracasso. Fábio Rocha, concordo contigo, o contato com instrumentos, com a música em geral, deveria ser incentivado e realizado, independente do estilo. Bruno Noia e Daniel, como atividade cultural a mais acho que só tem a contribuir – mas, como toda medida, acho que deve ser bem planejada, estruturada e preparada.

  10. magna disse:

    acho que é uma ideia que tem tudo pra dar certo.Acho que é isso que esse pais precisa,as crinças ter ascesso a musica classica já um otimo começo.

  11. "Carlos Eduardo Rosenthal" disse:

    A Música clássica engrandece a alma. Deveria ser obrigatório seu contato com as escolas.

  12. Iara Regina Jacks disse:

    Trabalho com Música Erudita na escola pública desde 2002 e foi muito difícil conseguir exemplos de Música Brasileira para os alunos ouvirem. É importante o acesso à musica erudita brasileira.
    Como saber se minha escola está relacionada neste projeto?

  13. Iara Regina Jacks disse:

    A idéia é boa. Mas o material para avaliação e uso na escola, que é o que me interessa chegará algum dia?

  14. geovane disse:

    quero todas as musicas de funk

  15. Vera Lucia F Lourenço Buba disse:

    Trabalho com Arte e música na escola pública. Concordo plenamente que a música popular é importante, mas os alunos precisam ouvir a música clássica e é preciso parar com essa história de achar que só porque a escola é pública os alunos não entenderão ou gostarão de música clássica. Todos gostam do que é bonito e bom e se for bem trabalhado, melhor ainda. Um material deste na escola será de grande valia, pois eu tive que comprar tudo o que quis mostrar para os meus alunos.E eles gostaram e aprenderam muitas coisas além de música e alguns talentos surgiram. Parabéns pela iniciativa.

  16. Claudete de Oliveira Costa disse:

    Eu acho de suma importância que os alunos aprendam música erudita na escola pois assim irá ampliar seu nível cultural
    Claudete

  17. claudio oliveira disse:

    A música clássica exige disciplina, assim se torna uma obrigação dos educadores e instituições de ensino, afinal sem disciplina ficaremos onde estamos, em lugar nenhum. No começo pode ser difícil e amargo, como um bom remédio.

  18. xstranho disse:

    A música clássica deve primeiro ser apreciada pelo professor, e então, e só então, o aluno poderá se interessar ao sentir-se influenciado pelo otimismo e gosto do professor…o problema com nossas crianças, nossa educação, são sem dúvidas os professores…professor sem interesse em ensinar, estão lá só por estar, como se fosse uma profissão qualquer (ledo engano)… como um professor que nunca ouviu Bach poderá falar de música clássica? se todo dia, um professor de artes, levasse e colocasse na classe chopin, ou mesmo soundtrack de filmes, para tocar baixinho, enquanto lecionasse, aos poucos a coisa ia fluir normalmente…mas ao invés disso, os professores, mal formados, ou informados inadequadamente, cometem excessos, exageros, ou até falta de zelo pela cultura do País…claro que sempre há excessões, ainda bem…mas a grande maioria deveria vir já com embassamento no que vai ensinar, música clássica é ouvido…é calma, é relaxamento, nos dá uma dimensão maior do universo, uma compreensão..se até para as vacas darem leite de melhor qualidade serve (conforme reportagem de uns dois anos atrás)…alguém já viu briga em show de música clássica, ou música erudita? Aqui em Florianópolis também tinha esse negócio que pobre não gostava de ópera…um dia, aniversário da cidade, encenaram “o Guarani”, na praça XV…praça central da cidade…lotou…encheu…ferveu…gente simples, humilde, mas que foi lá apreciar…isso faz mais de 04 anos…nunca mais fizeram outra apresentação gratuita…show de pagode, show sertanejo…tem aos montes de graça…por isso o povão gosta de pagode, de sertanejo…as autoridades tem que mudar isso…autoridades locais, municipais, regionais, e também os diretores de escola…se cada um fazer um pouco já será muito no final das contas…

  19. paulo kelson disse:

    achu que é uma grande sacada, tive oportunidade de ensinar musica classica para alunos da fundação casa e a aceitação foi muito grande, é tudo questão de conhecer, pobre tambem gosta do que é bom, parabens!!!

  20. gabriela disse:

    oi tudo bem com todos comigo nao porque a uma praga na minha esc0la que todo mundo odeia

  21. gabriela disse:

    eomeu professor que paresse mas um traveco

  22. Valdelice disse:

    Eu como professora de artes,(Estad0 de SP) levo meu alunos a Orquestra Sinfônica , ele adoram e gostam do que ouvem e aprende.Já existe varios cursos de música dentro da orquestra para professores e alunos que queram aprender a tocar e a cantar.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *